Saneamento, a prioridade das prioridades para o Brasil.

Instituto Trata Brasil, Sabesp e Maurício de Souza Produções lançam cartilha sobre uso racional de água.

Despreze os 2 primeiros parágrafos, com nítida e infeliz intenção político-partidária, e você encontrará uma excelente analise de José Eli da Veiga sobre ser o saneamento a prioridade das prioridades para o Brasil de hoje.

“As taxas de retorno de investimentos em saneamento variam de 17% a 55%, com benefícios duas a oito vezes seus custos, informa o Banco Mundial. Porém, com menos da metade de sua população atendida por esgoto, o Brasil ocupa o 112º lugar na classificação mundial e o 12º na da América Latina. Em vizinhos como México e Venezuela, só 10% da população continuam a sofrer os malefícios de esgoto a céu aberto.”

Certamente este deveria ser o foco principal do anunciado e bem vindo super grupo de trabalho, no estilo do grupo de controle do plano de metas de JK (50 anos em 5), destinado a incentivar e romper barreiras nas parcerias público-privadas. Leia o artigo completo.

Anúncios