Por que

A razão de ser deste blog.

O tema foi abordado no post Por que, o que, como?, e detalhado no post Por que é necessária. Tais posts e os indicados ao final foram escritos ainda na fase 1 deste blog quando o foco era a defesa de uma Nova Economia, mas continuam válidos. Uma nova economia, de contornos ainda em definição, é indispensável para a sobrevivência da civilização e, mais, implica numa mudança profunda em todos os demais aspectos da vida social. A ideia da eclosão de uma sociedade pós-capitalista é, portanto, uma ampliação do que constituiu o objeto da fase 1 deste blog.

Mas, tanto a Nova Economia quanto o pós-capitalismo expressam um desejo e são, na prática, convocações para a mudança. Este blog, ao contrário, nesta nova fase, optou por aprofundar o conhecimento da economia dual acreditando que sua expansão é que explica e viabiliza a superação do atual sistema econômico, político e social por outro aonde a redução da desigualdade social, a preservação ambiental e um maior bem estar sejam os objetivos maiores da atividade produtiva.

No primeiro post procurei mostrar que é preciso saber com clareza e precisão o “por que” uma nova economia é necessária. Sem, isto, a proposta fica à deriva. É necessário também ser objetivo e seletivo no o “que é” preciso fazer, evitando a dispersão de esforços e aprofundando o debate em torno de alguns poucos pontos que tenham o necessário poder mobilizador. Mas, imaginar uma nova economia é relativamente fácil. O difícil é agir para que ocorra o mais rápida e suavemente possível. Para tanto é preciso saber o “como” deve ser conduzida a transição para ela. Em outras palavras, como convergir as ações para que os objetivos sejam atingidos.

No segundo post mencionado detalho a necessidade de uma nova economia que imponha o redirecionamento da atividade produtiva de forma a privilegiar diretamente e ao mesmo tempo a redução da desigualdade social, a preservação ambiental e o bem estar do ser humano e mostro que tal mudança é necessária e decisiva para a própria sobrevivência de nossa civilização. Além disto, observo, os dois primeiros objetivos são perfeitamente factíveis, já que a atual capacidade produtiva da humanidade os permitem. O último, o bem estar, concorre decisivamente e ao mesmo tempo decorre dos primeiros.

Veja também os posts já publicados sobre o assunto nos tópicos enumerados na coluna da esquerda do blog. Especificamente:

. Redução da desigualdade
. Preservação ambiental
. Bem estar

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: