Democracia não se confunde com representação, nem decisão direta com ditadura.

“… O lamentável artigo de Cacá Diegues neste último sábado afirmando que “a democracia direta é a mãe do autoritarismo populista” revive a velha e cínica frase de efeito do Churchill: A democracia é a pior forma de governo, à exceção de todas as outras. “

A equipe (sem a líder) que conduz o natimorto plebiscito

Nestes tempos de repúdio e intensas manifestações  em todo o país vale a pena relembrar alguns posts que tratam diretamente da questão da representação, o principal deles, o artigo escrito por Elimar Nascimento, 1º da lista:

A democracia sobreviverá ao século 21?
Pobreza Extrema: só renda?
Sangue novo?
A importância da sociedade civil

Para quem imagina que uma constituinte, parcial ou total, com ou sem plebiscito ou referendo, ou mesmo uma reforma, seja a solução, fica a pergunta: Quem garante que o  presidente não seja  o Renan, o relator, o Feliciano, o líder da maioria, o Dirceu, o da minoria, o Caiado e a eminência parda, o Sarney. Aliás, tanto faz, tanto fez. Mesmo que mudem os nomes, continua a representação vazia de conteúdo.

E, para os que acreditam num salvador da pátria, o que não é o meu caso, existem até bons nomes, como a Marina e o Barbosa. Está aí o Obama para mostrar ao que não veio. Rapidamente eles têm que se desvincular de quem representam formalmente.

Ao mesmo tempo, é triste ver a confusão entre democracia e representação e democracia direta e anarquia e ditadura. O lamentável artigo “Meu coração não precisa de partido” de Cacá Diegues neste último sábado afirmando que “a democracia direta é a mãe do autoritarismo populista” revive a velha e cínica frase de efeito do Churchill “A democracia é a pior forma de governo, à exceção de todas as outras”. É claro, desde que seja ele o representante da plebe ignara. Os 4 posts mencionados acima explicam bem, acho, a questão.

E, por fim, não é muita surpresa ver a importância relativa dada pela imprensa aos episódios de violência logo tachados de vandalismo. Uma das razões, é que aumentam a audiência. A outra é que revela, a meu ver,  um grande desconforto e predisposição para condenar as manifestações. Aliás, vandalismo e terrorismo quando praticados para defender o já estabelecido mudam de nome e passam a ser preservação da ordem e guerra contra o terror.

No mais, férias para o leitor e para mim, durante o mês de julho. O próximo post será publicado na quarta-feira, 7 de agosto. Os comentários, neste período, continuarão a ser liberados e respondidos em seguida, e as notícias, atualizadas.

Anúncios

Uma resposta to “Democracia não se confunde com representação, nem decisão direta com ditadura.”

  1. Christopher Says:

    Utilize preferencialmente a central de comentários, no menu principal.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: