As Regras para o Bem Estar

Leitor: A Pesquisa da Semana é sobre o tema tratado no post e está apresentada em seguida a ele.

Ciclista en la paredphoto © 2010 Toni Perelló | more info (via: Wylio)

Conectar-se, ser ativo, estar informado, aprender, dar.

Verdadeira receita de autoajuda.

Bem, vamos ao detalhe da proposta da nef (Five Ways to Well-being) que é baseada em evidências e que busca identificar regras a serem adotadas pelos indivíduos em seu dia a dia e que possam ser objeto da ação de políticas governamentais visando melhorar o bem estar.

Conectar-se: “As relações sociais são críticas para nosso bem estar”. … “O governo pode propor políticas que encorajem os cidadãos a dispender mais tempo com a família e amigos e menos no ambiente de trabalho”. Redução da jornada de trabalho e trabalho local são algumas das recomendações.

Ser ativo: “Exercitar-se melhora o humor e reduz as taxas de depressão e ansiedade”. O uso da bicicleta e mais áreas verdes são sugestões apresentadas.

Estar informado: “Refletir sobre nossas experiências” … “conscientizando sensações, pensamentos e impressões aumenta nosso auto conhecimento e bem estar”. Treinamento e regulação publicitária são algumas das ideias de políticas públicas.

Aprender: “O aprendizado encoraja a interação social, aumenta a autoestima e a sensação de competência”. O aprendizado em todas as fases da vida é a principal recomendação.

Dar: “… o comportamento cooperativo ativa áreas de satisfação do cérebro, sugerindo que nós somos voltados para ajudar-nos mutuamente”. A participação comunitária é o destaque.

Duas observações vêm logo à mente ao ler-se a proposta.

Muita coisa importante para o nosso bem estar ficou de fora, não é mesmo? Onde ficam, nesta estória, os sentimentos, os prazeres, as sensações e tudo o mais que compõe o nosso dia a dia e a nossa vida?

A segunda é ainda mais forte. Como é complicado e perigoso tentar reunir os dois mundos, o do nosso bem estar e o das políticas públicas para melhorá-lo. A ideia que transparece é a de que o agente é o governo e não o contrário, o individuo, que em sua ação dirige, ou ao menos procura, o seu destino.

Termino sugerindo que você participe da pesquisa de opinião da semana, apresentada no post que se segue, e relacionada ao tema.

Anúncios

Uma resposta to “As Regras para o Bem Estar”

  1. Christopher Says:

    Os comentários são centralizados no último post publicado.


Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: